Sebrae Play | Manuais das redes de franquia: principais tipos e importância

Adicionado ao carrinho


Investimento:
R$ 0,000 x R$ 0 sem juros
logo

Adicionado ao carrinho


Investimento:
R$ 0,000 x R$ 0 sem juros

Franquias

Artigo
Artigo

Manuais das redes de franquia: principais tipos e importância

Saiba o que é e os principais tipos de manuais de franquias

Publicado em
28/11/2023 17:09

Tempo de
leitura: 10min

Sebrae Minas - Manuais das redes de franquia: principais tipos e importância
Saiba o que é e os principais tipos de manuais de franquias

Os manuais de franquia desempenham um papel fundamental na transferência de conhecimento e na padronização das operações das unidades franqueadas. Eles são documentos detalhados que contêm diretrizes, procedimentos, políticas e práticas essenciais para a gestão e operação de uma franquia. Os manuais são ferramentas indispensáveis para garantir a consistência da marca, a qualidade dos produtos e serviços oferecidos, além de facilitar o treinamento dos franqueados e seus funcionários.

A seguir, exploraremos a importância dos manuais de franquias e os principais tipos encontrados nas redes de franquias.


 
 


 

Manuais de franquia e a transferência de know-how

Os manuais de franquia são a base para a documentação e transmissão do know-how do franqueador para os franqueados. Esses manuais são elaborados para orientar todas as atividades relacionadas à gestão e operação da franquia, desde os processos administrativos e operacionais até as estratégias de marketing e vendas. Eles são utilizados tanto nos treinamentos dos franqueados como na capacitação dos funcionários das unidades franqueadas. Os manuais são uma forma eficaz de garantir que todas as unidades sigam os mesmos padrões e diretrizes estabelecidos pela franquia, independentemente de sua localização geográfica.

No sistema de franquias, a transferência de know-how é um dos principais pilares que impulsionam o sucesso e a sustentabilidade das redes de franchising. O know-how, que pode ser definido como o conhecimento prático e especializado acumulado ao longo do tempo, é um dos ativos mais valiosos que uma franquia possui. É por meio da transferência desse conhecimento que a franqueadora capacita seus franqueados a replicarem o modelo de negócio com eficiência e consistência em todas as unidades da rede.

A transferência de know-how no sistema de franquias ocorre de diversas maneiras, visando garantir que os franqueados possam operar suas unidades de acordo com os padrões estabelecidos pela franqueadora. A principal delas é por meio dos manuais de franquia.

Lembrando que é uma exigência da lei de franquias que o franqueador informe ao franqueado por meio da COF (Circular de Oferta de Franquia) a existência dos manuais de franquia e como será feita a transferência de know-how.

Principais tipos de manuais de franquia

Ao passar pelo processo de formatação de franquias, cada marca desenvolve um pacote de manuais que deve ser entregue ao franqueado. Veja a seguir os 7 principais tipos de manuais de franquia que o franqueador deve desenvolver junto a uma consultoria especializada:    

  1. Manual de introdução: no manual de introdução, a franqueadora conta a história da marca, destacando seus marcos importantes, sua trajetória de sucesso e sua identidade única. Esse relato tem como objetivo envolver o franqueado com a história da marca, transmitir os valores e a cultura organizacional que são fundamentais para a operação da franquia. Ao compreender a essência da marca, o franqueado poderá alinhar-se adequadamente aos propósitos e à visão da empresa, o que contribui para fortalecer a identificação com a franquia. Além disso, o manual descreve as responsabilidades tanto do franqueado quanto da franqueadora. Ele esclarece as obrigações contratuais, os deveres e as expectativas mútuas;    
  2. Manual de implantação: o manual de implantação é um guia detalhado que define os passos necessários para a abertura e inauguração de uma nova unidade franqueada. Ele aborda desde os aspectos administrativos, como a constituição da empresa e a obtenção de licenças e alvarás, até a seleção de ponto, reforma do espaço físico, compra de mobiliário, equipamentos e estoque inicial, contratação e treinamento da equipe, além das ações de marketing local. Esse manual é essencial para orientar o franqueado durante o processo de implantação, oferecendo suporte e segurança em um momento que envolve altas expectativas e investimentos significativos;    
  3. Manual de marketing e vendas: o manual de marketing e vendas estabelece as diretrizes e políticas relacionadas às ações de marketing, publicidade, promoção de vendas e estratégias de vendas da franquia. Ele define o perfil do público-alvo, orienta sobre a abordagem de vendas, técnicas de atendimento ao cliente, ações de pós-venda, canais de comunicação a serem utilizados, além das regras para a divulgação e uso da marca. Esse manual visa garantir que todas as unidades da franquia sigam uma mesma linha de comunicação e estratégias de marketing, mantendo a consistência e a identidade da marca em todos os pontos de venda;    
  4. Manual de operação: o manual operacional é responsável por detalhar todos os procedimentos operacionais do dia a dia da franquia. Ele descreve as melhores práticas, os processos-chave, as especificações técnicas, os tempos-padrão de execução, as orientações para a produção, embalagem, atendimento ao cliente, gestão de estoques e outras atividades operacionais relevantes. Esse manual serve como um guia prático para os franqueados e seus funcionários, assegurando que todos estejam alinhados com os padrões de qualidade e excelência da franquia;    
  5. Manual de gestão: o manual de gestão fornece orientações sobre as atividades administrativas, financeiras e a contabilidade da franquia. Ele abrange aspectos como o controle de caixa, gestão de custos, contas a pagar e a receber, controle de estoque, fluxo de caixa, emissão de relatórios financeiros, além de fornecer diretrizes para a gestão de pessoas e recursos humanos. Esse manual é essencial para auxiliar o franqueado na gestão eficiente de sua unidade, garantindo o controle financeiro e administrativo necessários para o sucesso do negócio;    
  6. Manual de apoio ao franqueado: o manual de apoio ao franqueado descreve o suporte e o acompanhamento prestados pela franqueadora ao franqueado ao longo da sua jornada como parte da rede. Esse manual tem como objetivo fornecer diretrizes claras sobre o relacionamento entre franqueador e franqueado, além de oferecer orientações e informações relevantes para o sucesso do franqueado. Pode abordar as convenções, associações e conselhos relacionados à franquia. Nesse contexto, a franqueadora pode orientar o franqueado sobre a importância de participar de convenções e eventos promovidos pela rede, onde são compartilhadas melhores práticas, tendências de mercado, atualizações e oportunidades de networking. Outro aspecto importante que pode ser abordado no Manual de Apoio ao Franqueado é a criação de conselhos consultivos ou comitês de franqueados. Esses órgãos permitem uma maior participação dos franqueados na tomada de decisões da franquia, possibilitando a troca de ideias, a contribuição para a definição de estratégias e a resolução de problemas. A franqueadora pode detalhar como funciona a estrutura desses conselhos, como são selecionados os membros e como ocorrem as reuniões, reforçando a importância da colaboração e da coletividade dentro da rede;    
  7. Manual de identidade visual: o manual de identidade visual é um documento técnico que especifica como a marca da franquia deve ser utilizada e aplicada. Ele define as diretrizes de utilização do logotipo, as cores e fontes a serem utilizadas, o layout de materiais de comunicação, o projeto arquitetônico e design de loja para as unidades franqueadas, entre outros elementos visuais. Esse manual é essencial para manter a padronização da marca em todas as unidades, garantindo sua identificação e reconhecimento pelo público. O cumprimento dessas diretrizes assegura uma identidade visual consistente e fortalece a imagem da franquia no mercado.

O franqueador pode ainda desenvolver fichas técnicas, especialmente no que se refere a negócios ligados à alimentação, por exemplo, que precisam de um passo a passo detalhado das atividades operacionais.

Conclusão

Os manuais de franquias são ferramentas indispensáveis para o sucesso e a padronização das redes de franchising. Eles fornecem orientações detalhadas sobre os processos operacionais, administrativos, de marketing e vendas, além de garantir a consistência da marca e o cumprimento dos padrões estabelecidos pela franquia. Os manuais são essenciais para o treinamento dos franqueados e seus funcionários, facilitando a transferência de conhecimento e contribuindo para o desempenho eficiente das unidades franqueadas.

Portanto, investir na elaboração e atualização contínua dos manuais de franquias é uma estratégia fundamental para o sucesso do franqueador e para a expansão empresarial  sustentável da sua rede de franquias.

Dúvidas? Fale com um de nossos especialistas no Atendimento Online, ligue para nossa Central de Atendimento no telefone 0800 570 0800 ou visite a Agência de Atendimento mais próxima.

Publicado em 28/11/2023 17:09

Tempo de leitura: 10min

Autores

Veja outros conteúdos sobre: Franquias
Lines
Central de Atendimento:
0800 570 0800

Copyright 2020 - SEBRAE MINAS

Logo Sebrae PlayLogo Sebrae