Precificação de serviços: 7 etapas para chegar ao preço ideal

Adicionado ao carrinho


Investimento:
R$ 0,000 x R$ 0 sem juros
logo

Adicionado ao carrinho


Investimento:
R$ 0,000 x R$ 0 sem juros

Finanças

Artigo
Artigo

Precificação de serviços: 7 etapas para chegar ao preço ideal

Saiba o que considerar ao precificar um serviço

Publicado em
31/01/2024 14:28

Tempo de
leitura: 5min

Capa Conteúdos Sebrae Play.jpg
Saiba o que considerar ao precificar um serviço

Os elementos levados em consideração para precificar um serviço são os mesmos utilizados para encontrar o preço de venda de um produto, certo? Não exatamente.

Precificar corretamente um serviço é uma jornada que deve considerar algumas etapas essenciais.

A seguir, vamos conhecer mais sobre cada uma dessas etapas para chegar ao preço ideal de um serviço.

7 etapas para chegar ao preço ideal de um serviço

1- Considerar os custos

A precificação de um serviço deve começar com um levantamento de todos os custos envolvidos na operação.

Comece definindo os custos fixos, que são os gastos que não variam em razão do volume. Eles ocorrer todos os meses, mesmo que não haja prestação do serviço.

São custos fixos:   

  • Contas de água e energia elétrica;   
  • Aluguel e condomínio;   
  • Telefone e internet;   
  • Folha de pagamento;   
  • Serviços de segurança.

Nessa primeira etapa, também é necessário considerar os custos variáveis, aqueles que mudam conforme o volume de serviços prestados.

Os custos variáveis podem ser:   

  • Impostos, tributos e taxas;   
  • Comissões;   
  • Taxas administrativas de cartões de crédito e débito.

2- Estabelecer o Custo Unitário do Serviço

O próximo passo é encontrar o Custo Unitário do Serviço, cálculo que vai estabelecer quanto cada serviço prestado custa para a empresa.

Antes dessa conta, no entanto, é preciso descobrir o custo da mão de obra direta a partir da seguinte fórmula:

Custo da mão de obra direta = custo por hora x horas necessária para execução do serviço

Com esse número, já é possível calcular o Custo Unitário do Serviço:

Custo Unitário do Serviço = custo da mão de obra direta + custo com materiais

3- Fazer uma estimativa do volume mensal de vendas

Seguindo a jornada da precificação de um serviço, é necessário estimar o volume de vendas mensal e compará-lo com a capacidade produtiva da empresa.

Aqui, é possível utilizar um preço hipotético para essa estimativa. A margem de lucro desejada, que, geralmente, gira em torno de 20%, também deve ser considerada.

4- Usar a margem de contribuição

O quarto passo envolve a margem de contribuição, que estabelece o quanto cada venda contribui para cobrir os custos do negócio.

A fórmula utilizada para calcular a margem de contribuição considera:

Margem de contribuição = faturamento – (custo dos serviços prestados + despesas variáveis)

Atenção: se a estimativa do volume mensal de vendas não for suficiente para obter os lucros desejados e contribuir com os custos, o preço cobrado pelo serviço está baixo.

5- Calcular o markup

O markup ou taxa de marcação é essencial para definir o preço ideal. Esse índice garante que o preço estabelecido cubra todos os custos envolvidos na prestação do serviço.

A fórmula do markup é a seguinte:

Markup = 100 / [100 – (DV + DF + LP)]

Nesse cálculo, considere que:

DV = Despesas Variáveis

DF = Despesas Fixas

LP = Margem de Lucro Pretendida

6- Definir o modelo de precificação

A escolha de um modelo de precificação para o serviço também é uma etapa que não deve ser desconsiderada.

Alguns dos principais modelos de precificação são:   

  • Precificação por hora: garante um retorno preciso sobre o tempo utilizado para prestar o serviço;   
  • Precificação fixa: quando os custos com o serviço são muito claros. Nesse caso, convém incluir taxas adicionais para determinadas situações;   
  • Precificação variável: depende de cada cliente, projeto ou negociação.

7- Encontrar o preço de venda

A precificação do serviço chegou na etapa final e daqui sairá o preço de venda ideal, considerando o cálculo a seguir:

Preço de venda = Custo Unitário do Serviço x Markup

Pronto! Além de garantir que todos os custos, margens e taxas são considerados, essa jornada garante uma precificação eficiente e justa para o serviço oferecido.

+Serviços

O SEBRAE-MG possui o programa +Serviços, que tem como objetivo elevar o patamar de gestão e competitividade das empresas de prestação de serviços de Minas Gerais por meio de um programa de capacitação personalizada.

O programa trabalha em quatro pilares: Pessoas; Gestão de Processos; Marketing e Vendas; Tendências e Inovação.

Para obter mais informações e participar do programa, empreendedores podem escrever para o e-mail uics@sebraemg.com.br.

Dúvidas? Fale com um de nossos especialistas no Atendimento Online, ligue para nossa Central de Atendimento no telefone 0800 570 0800 ou visite a Agência de Atendimento mais próxima.

Publicado em 31/01/2024 14:28

Tempo de leitura: 5min

Autores

Veja outros conteúdos sobre: Finanças
Lines
Central de Atendimento:
0800 570 0800

Copyright 2020 - SEBRAE MINAS

Logo Sebrae PlayLogo Sebrae