Sebrae Play | NeuroArquitetura: Ciência para a criação de espaços melhores

Adicionado ao carrinho


Investimento:
R$ 0,000 x R$ 0 sem juros
logo

Adicionado ao carrinho


Investimento:
R$ 0,000 x R$ 0 sem juros

Estratégia e Gestão

Artigo
Artigo

NeuroArquitetura: Ciência para a criação de espaços melhores

Explore os fundamentos da NeuroArquitetura

Publicado em
05/02/2024 18:16

Tempo de
leitura: 5min

Capa Conteúdos Sebrae Play.jpg
Explore os fundamentos da NeuroArquitetura

Sempre esteve no âmago da arquitetura criar espaços eficientes e que geram impactos positivos naqueles que os ocupam. Contudo, as recentes transformações tecnológicas, principalmente no campo da neurociência, vêm possibilitando explorar ainda mais a fundo esse princípio norteador da arte de projetar.

É aí que surge a NeuroArquitetura, uma abordagem inovadora que transcende fronteiras disciplinares, ampliando nosso entendimento sobre a nossa relação com os espaços que habitamos.


 
 


 

NeuroArquitetura: Espaços além das Aparências

A NeuroArquitetura busca compreender não apenas as respostas psicológicas e comportmentais, mas também as reações fisiológicas do organismo diante do ambiente construído. Por exemplo, diferentes estudos neste campo investigam os impactos do ambiente - ou de características específicas no ambiente, como as cores, a iluminação, a natureza, os materiais, etc. - nas nossas emoções, na memória, na percepção, no desenvolvimento, no envelhecimento, no bem-estar geral e no nosso comportamento, entre outros.

Mas a NeuroArquitetura não se limita às investigações científicas, ela envolve também a busca por estratégias de aplicação dos conhecimentos que tais investigações nos trazem, o que é conhecido como Design Baseado em Evidências, ou EBD (Evidence-based design).

Ao contrário do que muitas vezes se acredita, o EBD não se trata de uma série de diretrizes rígidas que limitam a criatividade dos arquitetos ao projetar. Ele também não propõe  diretrizes gerais a serem aplicadas da mesma maneira em diferentes projetos. Muito pelo contrário, ele oferece informações que devem ser sempre compreendidas no contexto específico de cada investigação e aplicadas também de acordo com o contexto único de cada projeto e dos usuários que ocuparão o espaço em questão, incluindo contextos  geográficos, sócio-culturais e relacionados ao uso e à tipologia do espaço.

Portanto, a NeuroArquitetura nos ajuda a compreender a complexidade do cérebro humano e sua singularidade diante das influências genéticas e culturais, buscando uma compreensão profunda dos potenciais ocupantes dos ambientes que projetamos, e não apenas de fatores relacionados à construção.


 
 


 

Criando Ambientes Humanizados

Na prática, a NeuroArquitetura busca tornar a ação humana mais efetiva e criar espaços saudáveis a curto e longo prazo. O design de escolas, por exemplo, pode incorporar elementos que estimulem a aprendizagem e o desenvolvimento por parte dos alunos, bem como o bem-estar e o apoio à performance dos professores. O design de hospitais, por sua vez, pode ser pensado de modo a incentivar a recuperação e experiências mais positivas por parte dos pacientes, além de oferecer condições adequadas e fundamentais para a manutenção do bem-estar e da performance das equipes que ali trabalham. O mesmo vale para outras tipologias de ambientes, desde espaços de comércio, até residências ou mesmo cidades.

A aplicação da NeuroArquitetura não se limita a uma tipologia de edifício, nem apenas à arquitetura, se estendendo tanto ao design de interiores, como ao paisagismo e ao design urbano.Sua identidade interdisciplinar não se resume apenas à combinação da neurociência à arquitetura.

Todas as disciplinas que nos ajudam a compreender melhor a relação dos indivíduos com o espaço físico contribuem para a ampliação do nosso conhecimento sobre essa complexa relação, sendo, portanto, incorporadas às discussões da NeuroArquitetura.

Abordagem Consciente e Personalizada

No entanto, o estudo e a aplicação da NeuroArquitetura requerem cautela, dada a complexidade do cérebro e a constante evolução das pesquisas neste campo. Manter-se informado por meio de fontes confiáveis é fundamental para evitar conclusões generalistas questionáveis e garantir que as práticas estejam alinhadas com o contexto específico de cada projeto.


 
 


 

Uma Profunda Conexão entre Mente e Ambiente

Em resumo, a NeuroArquitetura não estabelece regras rígidas, mas oferece um conjunto de conceitos para arquitetos e urbanistas escolherem e aplicarem de maneira consciente e personalizada.

Cada projeto representa uma oportunidade única de criar espaços que impactam positivamente a vida das pessoas, integrando os princípios da NeuroArquitetura de forma inovadora e significativa.

Dúvidas? Conte com o Sebrae! Fale com um de nossos especialistas no Atendimento Online, ligue para nossa Central de Atendimento no telefone 0800 570 0800 ou visite a Agência de Atendimento mais próxima.

Publicado em 05/02/2024 18:16

Tempo de leitura: 5min

Autores

Veja outros conteúdos sobre: Estratégia e Gestão
Lines
Central de Atendimento:
0800 570 0800

Copyright 2020 - SEBRAE MINAS

Logo Sebrae PlayLogo Sebrae