Sebrae Play | Marketing de influência em micro e pequenas empresas

Adicionado ao carrinho


Investimento:
R$ 0,000 x R$ 0 sem juros
logo

Adicionado ao carrinho


Investimento:
R$ 0,000 x R$ 0 sem juros

Marketing Digital

Artigo
Artigo

Marketing de influência em micro e pequenas empresas

Entenda como o marketing de influência pode ser uma boa estratégia para o seu negócio

Publicado em
23/10/2023 19:45

Tempo de
leitura: 10min

Sebrae Minas - Marketing de influência em micro e pequenas empresas
Entenda como o marketing de influência pode ser uma boa estratégia para o seu negócio

Marketing de influência é uma estratégia empresarial para influenciar e impactar as decisões de compra dos consumidores. São eles que se modificam e se adequam aos produtos e ofertas de mercadorias e serviços daquela empresa.

O influenciador nem sempre é uma pessoa famosa. Pode ser uma figura importante naquele público ou sociedade, e até mesmo um parente ou um amigo próximo que gere confiança suficiente para que alguém altere ou adote um hábito de consumo. É muito comum as empresas usarem um personagem, um desenho animado ou mesmo um personagem humano, para influenciar na mudança de hábitos e aquisição de produtos e serviços.

Quais as características dos influenciadores?

Um influenciador, nos dias de hoje, pode ser definido como alguém que tenha alguma conta em redes sociais (como Twitter, Facebook, Instagram ou TikTok) e que tenha “seguidores”. Estes geralmente se interessam e são influenciadas pelos hábitos dos influenciadores, o que dizem, vestem, comem, pensam e consomem. E, de certa forma, são influenciadas a seguirem os mesmos hábitos de consumo.

Com o enorme crescimento das mídias e redes sociais, o influenciador ganhou nova roupagem. A comunicação hoje com o consumidor é muito mais rápida, fácil e democrática do que antigamente. O acesso aos veículos de comunicação, antes extremamente caro e restrito, é muito mais simples e acessível para empresas de micro e pequeno porte e para consumidores de todos os tipos.

As empresas conseguem chegar até seus consumidores de forma mais rápida e ágil através de compartilhamento de postagens nas redes sociais. Além disso, é fácil e simples quantificar até onde e quanto foi possível influenciar o seu consumidor em potencial através de indicadores mensurados e fornecidos pelas redes sociais.


 
 


 

Qual a origem do Marketing de Influência?

A influência no consumo não é recente e o marketing de influência não surgiu com a internet, apesar de ter ganhado mais relevância com seu surgimento. Pode se dizer que na idade média os papas, reis e rainhas tinham o “poder divino” e direito de usar medicamentos, consumir roupas ou alimentos bem antes de se tornarem bens disponíveis para seus súditos. As pessoas em geral os viam como especiais, abaixo apenas dos deuses. Para se sentirem um pouco mais “importantes”, imitavam os hábitos dos seus influenciadores.

Recentemente, com o advento da revolução industrial, uma maior diversidade de produtos e o aumento da concorrência, tornou-se necessário aprimorar a exposição dos produtos e serviços aos consumidores. Assim, é possível ter alguma vantagem na hora da escolha do que comprar.

Algumas empresas, então, adotaram a estratégia de estampar as embalagens de seus produtos para criar empatia entre consumidores e aquelas imagens. De atores famosos nas embalagens de cigarro até pessoas desconhecidas em embalagens de farinha de trigo, essas figuras passaram a estampar as embalagens e divulgar os produtos, com o intuito de transmitir confiança e atrair o público consumidor.

O mesmo ocorreu posteriormente através de propagandas de rádio ou TV, ou na criação de personagens icônicos como Mickey Mouse (Disney) ou Papai-Noel (Coca-Cola). São personagens cativantes que representavam o ideal de sonho e fantasia, de momentos memoráveis e felizes.

Outro exemplo marcante e mais recente da história do marketing de influência é o ex-jogador Michael Jordan. Nos tempos áureos tempos de atleta profissional da NBA (liga nacional de basquete dos EUA) ele fez com que a Nike desbancasse as principais marcas mundiais do mercado esportivo. Naquela época todos queriam ser como Jordan e, portanto, todos queriam usar o tênis que ele usava. Posteriormente a Gatorade pegou carona no ícone e lançou o slogan "Be like Mike". Tudo que o atleta tocava virava ouro, influenciando por décadas seus fãs-seguidores.

Quem são os influenciadores atuais?

Atualmente os youtubers, tiktokers, instagramers e facebookers são os principais influenciadores. Essa turma pode atingir rapidamente uma maior quantidade de pessoas, em grupos segmentados ou não, que já se identificam com alguma característica do influenciador. Isso facilita bastante a interação e a influência que estes causam.

Um ponto importante, porém, é preciso destacar. Nem todas as empresas possuem capital suficiente para investir em mega influenciadores ou famosos, restando a elas uma influência mais restrita e local, através dos micro influenciadores.

Todos somos influenciadores em potencial. Quem nunca pediu uma referência de médico, de um lugar para viajar nas férias ou mesmo para decidir sobre qual curso de pós-graduação se candidatar?

Quais as tendências do marketing de influência?

Atualmente a aplicação do marketing de influência está mais acessível tanto financeira quanto democraticamente.

A concepção da internet e, anos mais tarde, com a propagação e uso massivo das redes sociais por mais de um terço da população mundial (3.4 bilhões de pessoas têm contas ativas em diversas redes sociais) fez com que o acesso à ferramentas de marketing digital se popularizasse. Este fator tornou o poder de influência mais acessível para pessoas e empresas de porte inferior, como as micro e pequenas empresas.

Ferramentas de busca como o Google são usadas diariamente para 3.3 bilhões de buscas. Nunca as redes sociais  tiveram tantos usuários ativos como agora. E a tendência é só crescer.

Como as micro e pequenas empresas podem usar esse tipo de estratégia?

Neste mercado cada vez mais repleto de empresas e empreendedores, a diferenciação se torna um item primordial para a sobrevivência. Em um ambiente com recurso escasso e pouco conhecimento de negócios, se destacar é extremamente necessário para a sobrevivência das empresas.

Enquanto grandes corporações investem em propagandas tradicionais (TV, radio, jornal) e contratam pessoas famosas, como artistas ou mega influenciadores (conhecidos por terem milhões de seguidores), as MPE recorrem a micro influenciadores (com até 50 mil seguidores) e especialistas em seus segmentos. São pessoas mais próximas da realidade dos consumidores e, por isto, conseguem influenciar de forma mais efetiva.

Existe uma clara vantagem nessa estratégia. Afinal, com o mega influenciador é possível alcançar mais consumidores, porém este alcance não é segmentado e tem pouco engajamento. Já o micro influenciador costuma ter um público com nicho bem definido e bem segmentado. O engajamento costuma ser 15% maior do que o público que segue o mega influenciador.

Com um menor volume de interações, é possível conversar com os seguidores. Isso gera engajamento e, consequentemente, aumenta a confiança nos produtos e serviços recomendados por eles.


 
 


 

Quais as dicas para uma boa estratégia?

O marketing de influência é uma estratégia cada vez mais importante para as empresas. Há no mercado uma dependência crescente tanto para as instituições quanto para as pessoas. Mas para que esta estratégia dê certo, é importante atenção a alguns fatores primordiais.

Conheça bem quem compra seu produto ou serviço. Assim, a escolha do influenciador estará de acordo com o propósito dos consumidores e com a imagem da marca ou do produto/serviço.

Um restaurante que tem pratos com muita proteína animal e cerveja em seu cardápio não deveria ter um influenciador que tenha seguidores veganos e que não consomem bebidas com álcool, por exemplo. Ao contrário, se o influenciador for seguido por muitas pessoas que amam carne e são apaixonados por cerveja, a possibilidade de influenciá-las a consumir naquele restaurante é muito maior, devido à confiança que já tem depositada no influenciador.

Outro fator relevante é definir muito bem os objetivos das ações com os influenciadores e como serão mensurados os resultados das postagens. Somente assim as empresas terão como saber se houve de fato ganho com as ações propostas, seja em número de novos consumidores, número de novos seguidores, compartilhamentos, visualizações ou no aumento de ticket médio.

Agora que você já sabe o que é marketing de influência, se ainda houver alguma dúvida fale com um dos nossos especialistas no Atendimento Online, ligue para nossa Central de Atendimento no telefone 0800 570 0800 ou visite o Ponto de Atendimento mais próximo. Conte com o Sebrae!

Publicado em 23/10/2023 19:45

Tempo de leitura: 10min

Autores

Veja outros conteúdos sobre: Marketing Digital
Lines
Central de Atendimento:
0800 570 0800

Copyright 2020 - SEBRAE MINAS

Logo Sebrae PlayLogo Sebrae