Sebrae Play | Indústria: como dimensionar a produção em uma empresa

Adicionado ao carrinho


Investimento:
R$ 0,000 x R$ 0 sem juros
logo

Adicionado ao carrinho


Investimento:
R$ 0,000 x R$ 0 sem juros

Estratégia e Gestão

Artigo
Artigo

Indústria: como dimensionar a produção em uma empresa

Fique por dentro das duas formas de dimensionar a produção de uma indústria

Publicado em
23/10/2023 15:14

Tempo de
leitura: 7min

Sebrae Minas - Indústria: como dimensionar a produção em uma empresa
Fique por dentro das duas formas de dimensionar a produção de uma indústria

Todas as indústrias têm os resultados positivos entre os objetivos do negócio. Mas, para que isso aconteça, uma empresa precisa de planejamento para atender às demandas.

Dimensionar a produção é mais do que uma necessidade para uma empresa. Essa tarefa também representa um desafio para a maioria dos empreendedores.

Planejar a capacidade produtiva significa mensurar a relação entre aquilo que é produzido e a demanda desse produto no mercado.

Para chegar à produção ideal e não ter que lidar com prejuízos, uma indústria deve levar em conta todos os fatores e processos que envolvem essa fabricação.

Mas, como fazer isso? Vamos conhecer, a partir de agora, duas formas de dimensionar a produção de uma indústria.


Metas de produtividade

As metas de produtividade são tarefas ou resultados específicos que são utilizados para alcançar um determinado objetivo. É importante frisar que toda meta precisa ser mensurável e deve contar com um prazo.

Disponibilizadas para as equipes, as metas são necessárias em qualquer processo que seja implementado em uma indústria.

Através das metas de produtividade, é possível entender, por exemplo, como melhorar o desempenho sem aumentar os recursos disponíveis e comprometer a qualidade das tarefas.

As metas também são capazes de demonstrar o rendimento das equipes em relação aos resultados pretendidos.

Qual a importância das metas de produtividade?

As metas são fundamentais para que uma empresa consiga direcionar esforços para conseguir produzir mais e com os mesmos recursos, sejam eles temporais, financeiros ou humanos.

Estabelecer metas de produtividade também é importante para a manutenção da competitividade de uma indústria.

5 passos para definir metas

1- Pense a curto e médio prazo

Metas não são estabelecidas apenas a longo prazo. Fazer isso, inclusive, pode ser um fator de desmotivação para as equipes.

Para que os resultados pareçam palpáveis, é essencial definir metas que possam ser alcançadas a curto e médio prazos.

Mais próximas, as metas são capazes de manter os colaboradores comprometidos com os objetivos almejados.

2- Estabeleça metas coletivas e individuais

Qualquer equipe envolvida nos processos de uma indústria precisa de metas coletivas que indiquem o foco do negócio.

No entanto, apenas elas não são suficientes. Também é imprescindível que cada colaborador conheça bem as responsabilidades pessoais.

Aliadas às coletivas, as metas individuais contribuem para que cada pessoa tenha clareza do papel que exerce para que os objetivos finais da empresa sejam possíveis.

3- Seja realista

De que vale uma meta se ela é impossível de ser alcançada? A produtividade deve ser definida de acordo com a realidade da empresa.

Metas realistas são traçadas a partir da observação das competências e limitações de uma indústria. Para isso, é fundamental conhecer bem as equipes e ter clareza sobre os pontos fortes e fracos do negócio.

Quando uma indústria estabelece metas inalcançáveis, ela abre espaço para o estresse e a frustração, elementos nada favoráveis aos bons resultados.

4- Faça ajustes periódicos

Metas de produtividade não precisam ser definitivas. Elas podem e devem ser revistas de tempos em tempos.

Reuniões periódicas com as equipes podem ser úteis para analisar desempenhos, alinhar expectativas e fazer ajustes às metas, quando necessário.

5- Mantenha as equipes motivadas

Ao definir metas, é essencial garantir que os colaboradores estão motivados a alcançar resultados positivos junto com a empresa.

Reconhecer os valores das equipes e criar programas de bonificação para as metas cumpridas são maneiras de renovar o interesse dos colaboradores.

É importante que os profissionais também possam acompanhar os indicadores usados para medir os desempenhos. Isso pode servir de estímulo para mantê-los alinhados aos objetivos da indústria.

Previsão de demanda

Outro modelo utilizado na hora de dimensionar a produção de uma empresa é a previsão de demanda, que é uma projeção que antecipa a procura por determinado produto.

A previsão de demanda funciona como uma análise de dados e leva em consideração uma série de fatores, como mercado e finanças.

Para identificar de maneira efetiva se haverá público para os produtos fabricados, essa antecipação precisa se basear nas seguintes informações:  

  • Dados históricos;  
  • Sazonalidades;  
  • Vendas dos anos anteriores;  
  • Tendências de mercado;  
  • Eventos inesperados;  
  • Eventos climáticos.

Quando essas informações são cruzadas, é possível obter uma previsão sobre as demandas que a empresa terá para o produto. Com isso, os gestores podem tomar decisões mais acertadas sobre processos e estratégias.

Por que é importante?

A previsão de demanda é capaz de proporcionar diversos benefícios para uma indústria. Alguns deles são:  

  • Otimização da produção;  
  • Controle do orçamento dos processos produtivos;  
  • Aquisições mais acertadas de insumos;  
  • Previsões financeiras mais eficazes;  
  • Redução de custos com desperdícios;  
  • Precificação eficiente;  
  • Melhora da negociação com os fornecedores;  
  • Evita problemas de sub e superprodução.

Modelos de previsão

Além de definir objetivos e colher os dados necessários, uma empresa precisa definir qual o modelo de previsão vai ser utilizado. Há duas maneiras de antecipar a demanda. Através de:

- Pesquisa qualitativa: é feita com base em opiniões dos clientes sobre determinado produto e as intenções de compra. Esse modelo é mais indicado para projeções em curtos períodos e considera:  

  • Analogia histórica;  
  • Método Delphi;  
  • Força de vendas.

- Pesquisa quantitativa: é realizada a partir de um método estatístico e, por isso, é considerada menos subjetiva. O modelo é aconselhável para projeções de tempo mais longas e considera:  

  • Decomposição;  
  • Média móvel;  
  • Suavização potencial;  
  • Projeção de tendência;  
  • Regressão simples;  
  • Regressão múltipla.

Equilíbrio

Metas de produtividade podem ser equilibradas com a previsão de demanda. Isso pode se refletir, por exemplo, na questão do estoque.

Encontrar esse equilíbrio evita que uma indústria produza demais e, depois, não tenha onde escoar essa produção.

Dúvidas? Fale com um de nossos especialistas no Atendimento Online, ligue para nossa Central de Atendimento no telefone 0800 570 0800 ou visite a Agência de Atendimento mais próxima.

Publicado em 23/10/2023 15:14

Tempo de leitura: 7min

Autores

Veja outros conteúdos sobre: Estratégia e Gestão
Lines
Central de Atendimento:
0800 570 0800

Copyright 2020 - SEBRAE MINAS

Logo Sebrae PlayLogo Sebrae