Sebrae Play | Dropshipping – solução para simplificar as vendas online

Adicionado ao carrinho


Investimento:
R$ 0,000 x R$ 0 sem juros
logo

Adicionado ao carrinho


Investimento:
R$ 0,000 x R$ 0 sem juros

Marketing Digital

Artigo
Artigo

Dropshipping – solução para simplificar as vendas online

Entenda como funciona o dropshipping e seus principais benefícios

Publicado em
27/06/2023 20:40

Tempo de
leitura: 13min

Sebrae Minas - Dropshipping – solução para simplificar as vendas online
Entenda como funciona o dropshipping e seus principais benefícios

Você sabe o que algumas lojas online como Amazon, Americanas e Mercado Livre têm em comum? Todas elas são marketplaces que utilizam o Dropshipping como parte do modelo de negócio.

Você pode não conhecer o termo ainda, mas Dropshipping é um modelo de venda muito comum e que tem feito sucesso em grandes lojas e nas menores também.

Mas, como o Dropshipping funciona e quais as vantagens desse modelo? É isso que você vai descobrir agora!

Continue lendo para descobrir o que é Dropshipping, conhecer os prós e contras desse método e avaliar se você pode aderir a ele para vender online.

O que é Dropshipping?

Dropshipping é um modelo de cadeia logística no qual o vendedor, ou seja, uma loja online, atua como intermediador da relação entre fornecedores e clientes, sem a necessidade de fabricar ou armazenar seus próprios produtos.

Na prática, se a sua loja online opta por trabalhar com Dropshipping, você passa a oferecer produtos que você não tem em estoque. Ao e-commerce cabe o papel de atender o cliente e vender; e ao fornecedor cabe manipular e entregar o produto, em nome do vendedor.

Como já adiantamos no início do artigo, grandes nomes do mercado como a Amazon e a Americanas atuam nesse modelo de venda.

Se você já comprou em alguma delas, talvez nem sequer percebeu alguma diferença. Isso acontece pois, em relação ao cliente, o processo é o mesmo: do site até a entrega, no Dropshipping, ele se relaciona apenas com a empresa onde comprou o produto.

Como funciona o Dropshipping?

Na prática, o modelo de Dropshipping segue quatro passos básicos:    

  1. O e-commerce disponibiliza um produto para venda;    
  2. O cliente realiza a compra e faz o pagamento na loja online;    
  3. O e-commerce, então, retém parte do valor e envia o pedido ao fornecedor;    
  4. O fornecedor envia ao cliente o produto comprado, em nome da loja onde ele foi comprado.

Parece simples e é mesmo!

Durante a experiência de compra, o cliente não tem acesso às informações sobre o fornecedor do produto ou quem o produz. Quem compra sabe apenas que adquiriu um item em determinada loja e que receberá sua compra no endereço informado. Por trás da operação, contudo, o e-commerce realiza a intermediação entre o consumidor e o fornecedor.

Dessa forma, a loja não precisa ter seu próprio estoqueou galpão de armazenamento, já que os produtos são de terceiros. Por outro lado, ela é responsável por divulgar e oferecer os produtos, assim como prestar todo o atendimento ao consumidor em todo processo de compra e no pós-venda.

A loja que realiza o Dropshipping disponibiliza canais de comunicação e fica sob sua responsabilidade manter o usuário atualizado sobre o status do pedido. Se houver algum problema na relação, o vendedor será acionado. Existindo a necessidade de troca ou devolução do produto, o fornecedor se responsabiliza pela logística reversa.

Dropshipping é confiável?

Caso esteja parecendo que o Dropshipping é bom demais para ser verdade, não se preocupe.

Nesse modelo, a relação entre o e-commerce e os fabricantes ou distribuidores é totalmente transparente e regulamentada por contratos. E o lucro do negócio consiste na diferença entre o valor cobrado ao cliente e o preço cobrado pelo fornecedor.

Resumindo, as principais características do Dropshipping são:

● Os vendedores não precisam produzir ou armazenar itens para se manterem no mercado;

● O e-commerce atua como intermediador entre clientes e fornecedores;

● A loja virtual é responsável por toda a cadeia de atendimento ao cliente;

● O fornecedor é responsável por toda a cadeia de manuseio e entrega do produto.

Quais os benefícios do Dropshipping?

No que diz respeito aos fornecedores, um dos grandes benefícios do Dropshipping consiste na possibilidade de aumento das vendas. Em relação aos lojistas virtuais, a vantagem está na eliminação dos custos com a operação logística para operar.

Investimento menor

Como não há necessidade de estoque, já que os produtos vêm de terceiros, o dinheiro do negócio não fica parado em itens armazenados para a venda.

Ao utilizar o Dropshipping, a empresa também se exime de custear aluguel de galpões e equipamentos de estoque. A atenção do negócio, então, pode ficar estritamente ligada a ações de operacionalização da plataforma e de marketing.

Outra vantagem do Dropshipping está na simplificação da cadeia logística para o e-commerce. Como não é necessário que o negócio manuseie os produtos vendidos, o foco pode permanecer na operação de vendas.

Maior variedade de produtos oferecidos

Considerando que não é necessário que a loja compre e armazene produtos, é menos arriscado manter no catálogo uma maior variedade de itens, inclusive produtos de nicho, cuja demanda é sazonal ou baixa. Isso porque o pagamento pelo item ao fornecedor somente será efetivado se o cliente concluir a compra no carrinho virtual.

Dessa forma, torna-se mais simples testar mix de produtos diferentes, bem como avaliar a demanda de mercado, sem correr riscos de ficar com dinheiro parado em estoque.

Negócio mais escalável

O Dropshipping é uma prática que permite a escalada de um negócio, ou seja: é possível crescer e se tornar uma loja lucrativa mais rapidamente. As vendas podem crescer substancialmente no e-commerce, sem que haja a necessidade de aumento de custos operacionais na mesma proporção. De acordo com uma pesquisa da 3Dcard, lojas virtuais que trabalham com o modelo podem ser até 50% mais rentáveis do que aquelas que dispõem de estoque próprio.

Afinal, estoque e logística são responsabilidades dos fornecedores. Logo, o que muda com o crescimento nas transações comerciais é a relação entre vendedor e fabricante, que deverão se ajustar contratualmente a fim de atender à nova demanda.Mas, vale ressaltar que, para o negócio escalar, é imprescindível que o e-commerce invista constantemente em publicidade, melhorias no atendimento e na plataforma de vendas.

Desafios do Dropshipping

O Dropshipping possui várias vantagens, mas nem tudo é fácil nesse modelo. Veja também alguns pontos de atenção que você precisa conhecer antes de vender nesse formato:

Menor lucro por venda

Com a facilidade para vender sem precisar ter seu próprio estoque, vem também algumas limitações. Fornecedores, atacadistas e fabricantes precisam ganhar uma parte da sua venda, o que significa que você precisa pagar um pequeno prêmio em comparação com os preços de atacado. Um preço mais alto por produto significa menos espaço de manobra no seu preço ao consumidor.

O que isso quer dizer que você terá que vender mais produtos para gerar a mesma quantidade de receita que faria se comprasse seu estoque diretamente. Sua loja online tem que ser uma máquina bem lubrificada, funcionando a todo vapor o tempo todo.

Menos controle

Os negócios não são perfeitos. Se você confia em um terceiro com uma parte essencial do seu negócio, você precisa abrir mão de algum controle. Isso significa abraçar e corrigir erros que não são necessariamente sua culpa. Como seu dropshipper, ou seja, quem fornece o produto, é invisível, é sua responsabilidade corrigir qualquer problema que o cliente experimente - mesmo que não seja sua culpa.

Mais difícil de diferenciar

Os fornecedores normalmente fazem parceria com mais de um varejista online, o que significa que você não é o único a vender seus produtos. Quanto mais popular a marca, mais acirrada a concorrência. Quando você está vendendo produtos que são seus ou comprados por você, a diferenciação é muito mais fácil. Mas uma das partes mais difíceis do sucesso com um modelo de negócios de Dropshipping é chegar aos clientes antes da concorrência.

Existem produtos ideais para o modelo de Dropshipping?

Uma pergunta que pode surgir para quem quer começar no Dropshipping é: o que vender e entregar nesse modelo?

A verdade é que não existem produtos bons ou ruins para esse modelo de venda, desde que você saiba trabalhar corretamente nele.

O importante, então, é entender quais produtos vendem bem no momento atual e se aproveitar disso!

Imagine, por exemplo, o início do período da pandemia. Naquela época, quem entendeu bem o momento pôde oferecer exatamente o que o consumidor precisava na hora. Material de escritório para o home office, por exemplo, pode ter sido uma boa descoberta para quem quis vender mais de acordo com o que a época pedia.

Hoje, então, o importante é descobrir o que seu consumidor busca e oferecer no modelo mais conveniente para você e para ele. Ao entrar no verão, por exemplo, procure oferecer produtos que combine com a época e que terão mais saída. A chegada de festas de fim de ano, em outro exemplo, também pode impulsionar outro tipo de produto, mais voltado para presentes e decoração para as festividades. Encontre o que faz sentido para o momento e aproveite o Dropshipping!

Como começar a fazer Dropshipping?

A cada dia, novas ferramentas e tecnologias surgem no mercado como forma de melhorar a experiência do cliente. Embora não tão novo, o Dropshipping é uma dessas soluções que garantem mais competitividade aos negócios on-line ao possibilitar o aumento das transações.

Pensando em te ajudar a começar a fazer Dropshipping, vamos às principais etapas desse processo:

1. Escolha os produtos

Como você acabou de ler, é preciso definir com cuidado os produtos que você pretende vender. Pesquise o que deve ter mais saída e encontre os fornecedores que vão operar junto com você.

2. Escolha a plataforma e os fornecedores

Onde serão vendidos os produtos? É hora, então, de escolher a plataforma que vai hospedar a sua loja virtual. Pesquise as opções que funcionam nesse formato e que se adequam ao seu objetivo.

Depois disso, é preciso encontrar um fornecedor confiável para o dropshipping. Faça pesquisas na internet de fornecedores que atuam no seu nicho de mercado e esteja atento às regras do contrato estabelecido.

3. Envie os pedidos para o fornecedor

Quando um cliente realizar a compra, sua responsabilidade é encaminhar o pedido para o fornecedor que vai entregá-lo.

4. Realize a entrega para o cliente

Agora estamos chegando ao fim do processo e resta esperar que o fornecedor comece o processo logístico de entrega e transporte da mercadoria. Nessa etapa, é importante lembrar que cabe ao fornecedor garantir que o envio seja feito dentro do prazo, bem como a integridade do produto.

5. Acompanhe o processo

Durante todo o processo é essencial manter uma comunicação eficiente entre vendedor e fornecedor, para garantir que o fluxo flua da melhor maneira possível, garantindo a satisfação e a boa experiência do cliente.

Viu como pode ser fácil o processo de Dropshipping? Então que tal pensar em começar a vender de fato? Veja aqui um checklist para vendas on-line e use o material para organizar seu processo de vendas agora mesmo!

Se ainda houver alguma dúvida fale com um dos nossos especialistas no Atendimento Online, ligue para nossa Central de Atendimento no telefone 0800 570 0800 ou visite o Ponto de Atendimento mais próximo. Conte com o Sebrae!

Publicado em 27/06/2023 20:40

Tempo de leitura: 13min

Autores

Veja outros conteúdos sobre: Marketing Digital
Lines
Central de Atendimento:
0800 570 0800

Copyright 2020 - SEBRAE MINAS

Logo Sebrae PlayLogo Sebrae