Como precificar o sistema de energia solar?

Adicionado ao carrinho

Carga horária: NaN minuto

Investimento:
R$ 0,000 x R$ 0 sem juros
logo

Adicionado ao carrinho

Carga horária: NaN minuto

Investimento:
R$ 0,000 x R$ 0 sem juros

Sustentabilidade

Artigo
Artigo

Como precificar o sistema de energia solar?

Entenda como precificar seu sistema de energia solar

Publicado em
22/05/2024 01:32

Tempo de
leitura: 10min

Capa Conteúdos Sebrae Play (33).jpg
Entenda como precificar seu sistema de energia solar

A precificação de um gerador fotovoltaico é uma estratégia muito importante para quem almeja ingressar no setor. Ao precificar, é importante que o valor traga uma faixa de lucro sustentável para o seu negócio e que seja competitivo perante a concorrência. Mas como fazer isso na prática?

Veja agora como precificar o sistema de energia solar e tudo que você precisa saber sobre o tema!


 
 


 

Como calcular seu preço de venda?

Os preços no mercado fotovoltaico envolvem o serviço de integração dos sistemas fotovoltaicos, como:

● Projeto

● Instalação

● Conexão com a rede de energia elétrica

Para precificar o seu sistema de energia solar, você deve levar em consideração alguns fatores como:

● Valor do kit fotovoltaico

● Custos Fixos

● Custo Variáveis

● Valor das despesas de serviço

● Margem de Lucro

A maior parte do preço final é composta pelo valor do kit fotovoltaico. Isso porque ele é formado por todos os equipamentos necessários para a geração de energia solar.

Para realizar a instalação do sistema, são necessários diversos materiais que não estão incluídos no valor do kit. Contudo, você precisa considerar todos esses custos no valor de venda.

Por fim, o lucro líquido é calculado com o desconto de todos os gastos. O mais importante é que ao precificar o seu sistema de energia solar, você tenha uma margem de lucro líquido saudável.

Quanto custa - valor do Kit Fotovoltaico

O kit fotovoltaico é composto por equipamentos de alto custo, como os módulos fotovoltaicos e o inversor. Portanto, o kit representa o maior custo para a sua empresa.

Em muitos casos, esses equipamentos são importados. Dessa maneira, é sempre bom você incluir na precificação essa variável e atualizar os custos mensalmente. Além disso, uma dica é consultar diversos fornecedores em busca do melhor preço.

Vale ressaltar que os valores mais atraentes dos kits são exclusivos para as empresas cujo CNPJ esteja cadastrado junto ao fornecedor.

Composição do Kit Fotovoltaico

● Módulos fotovoltaicos

● Inversor(es) interativo(s)

● String box CC (DPS solar e chave seccionadora)

● Estruturas de fixação

● Cabeamento CC (vermelho e preto)

● Conectores MC4

Você deve ficar atento, pois alguns kits não incluem o sistema de aterramento e esse custo também deve ser contabilizado no seu valor de venda. Outro custo que deve estar no seu cálculo é o frete do kit.

Custos fixos

Um ponto importante é que você precisa levar em consideração, na hora de precificar, os seus custos fixos. Estes são aqueles gastos que toda empresa tem e precisa considerar na hora de precificar produtos ou serviços.

Entre os custos fixos, considere:

● Aluguel do seu ponto comercial

● Água

● Luz

● Internet e Telefone

● Sistema de Segurança

● Marketing

● Pró-labore e retiradas dos sócios

● Salários e encargos

● Impostos

● Manutenção

● Aferimento das ferramentas

Custo variáveis

Além dos custos fixos, na hora de precificar o sistema de energia solar, os custos variáveis também precisam fazer parte do cálculo. São eles:

● Insumos

● Materiais

● Equipamentos

● Comissão de vendedores

● Pagamento de empresas terceirizadas

Despesas de serviços

A precificação das despesas de serviço é bastante trabalhosa. Isso porque há muitas variáveis de um projeto para o outro.

Um bom exemplo é a condição dos conduítes internos. Caso eles estejam obstruídos, o que é bastante comum, será necessário usar eletrodutos ou eletrocalhas para passar os cabos, com um aumento considerável.

Impostos

Felizmente, a maior parte das empresas do mercado fotovoltaico faz parte do Simples Nacional. Com isso, os impostos costumam entrar na faixa de 6%. É importante que você fale com seu contador para entender melhor esses custos.

Contabilidade e impostos

duas formas para emissão da sua nota fiscal. Você pode solicitar ao seu fornecedor o faturamento do kit fotovoltaico no nome da sua empresa e incluir o valor do kit na sua nota fiscal de serviço. Porém, esse modelo implica em um valor maior de imposto sobre a nota.

O benefício é omitir o valor que você pagou pelo kit fotovoltaico, reduzindo a chance do seu cliente solicitar algum tipo de desconto.

A outra forma é você faturar o kit diretamente para o seu cliente. Mas, não são todos os fornecedores que aceitam esse modelo. O cliente terá acesso ao valor do produto. Contudo, a sua nota de serviço não trará o valor do kit e isso vai reduzir, consideravelmente, o seu imposto. A desvantagem é que o cliente terá acesso ao valor.

Valor do projeto/ART

O valor do projeto/ART pode ser seu, caso sua empresa realize o projeto, ou o valor da empresa terceirizada.

Mão de Obra

O valor da mão de obra para instalação do sistema fotovoltaico deve compor sua precificação. Esse custo pode ser da sua empresa ou de uma terceirizada.

Reserva técnica ou comissões

Em muitos casos, você pode ser indicado por parceiros de negócios para os clientes. Dessa maneira, é sempre bom considerar um valor do serviço para bonificar seus parceiros. Esse custo é chamado de RT – Reserva Técnica.

Custos de Deslocamento

Esse item se refere aos custos de ida e volta para o local da instalação. De acordo com a localidade do projeto, são valores que podem aumentar bastante o preço de venda.

Custos de Estadia e Alimentação

Este é um fator bastante específico que pode aparecer na hora de precificar o sistema de energia solar. Para instalações em que a equipe terá que pernoitar, é preciso inserir os custos de estadia e refeições.

Valor de consumíveis

Como já falamos, nem todos os materiais para a instalação de um sistema fotovoltaico fazem parte do kit. Portanto, você precisa incluir nas despesas do serviço todos esses itens. Veja abaixo alguns exemplos:

● Eletrodutos, conduítes e/ou eletrocalhas

● Caixas de passagem, cotovelos etc.

● Parafusos e buchas

● Cabeamento CA

● String box CA (disjuntores CA e DPS)

● Terminais elétricos

● Aluguel de ferramentas/equipamentos:

● Aluguel de ferramentas e/ou equipamentos para realizar a instalação do sistema fotovoltaico (andaimes, escadas etc.)

Reserva financeira para imprevistos e contratempos

Mesmo que você tenha feito um bom planejamento do projeto, é importante ter uma reserva financeira para os imprevistos que podem surgir durante a execução do projeto.

Resumo das despesas de serviços

● Impostos

● Valor do projeto/ART

● Valor da mão de obra contratada

● Reserva técnica (“Comissões”)

● Valor de deslocamento

● Valor de estadia

● Valor de consumíveis (cabos CA; string box CA; eletrodutos/eletrocalhas/conduítes; parafusos e buchas; etc.)

● Aluguel de ferramentas/equipamentos

● Reserva financeira para imprevistos e contratempos

Margem de Lucro

Também é claro que você precisa incluir a margem de lucro prevista na hora de precificar o sistema de energia solar.

Para isso, considere que atualmente, a faixa de lucro médio praticada pelo mercado de energia solar varia de 20% a 30% do custo total do serviço.

Preço de venda do sistema de energia solar

Agora que você já sabe todos os itens que devem ser considerados para calcular seu preço de venda, veja a fórmula para que você faça isso:

PREÇO =

Custos Fixos Proporcionais

+

Custos Variáveis

+

Margem de Lucro

Vamos a um exemplo prático:

Valor do projeto, equipamentos e instalação = R$ 25.000,0

Lucro médio de mercado= R$ 5.000,00 a R$ 7.500,00

Para calcular seu lucro líquido, leve em consideração que um preço abaixo da média do mercado pode dar a impressão de um serviço ruim. Por outro lado, um valor muito alto pode dificultar suas vendas.

Uma dica para você adequar seus orçamentos é realizar pesquisas de mercado para descobrir quais valores são praticados na região em que você atua.

Caso você queira facilitar a precificação, saiba que atualmente há empresas que oferecem softwares e planilhas para precificar sistemas fotovoltaicos.

Contudo, lembre-se que ao comparar os valores aplicados pelos seus concorrentes, você precisa considerar a realidade dos seus custos e despesas, para não ter prejuízo.

Chegando até aqui, você já sabe como precificar o sistema de energia solar corretamente. Caso tenha alguma dúvida, não se arrisque. Para tomar as decisões mais seguras, fale com o Sebrae. Estamos aqui para ajudar você no seu novo negócio!

Agora que você já sabe realizar a precificação e pontos importantes sobre o tema, se ainda houver alguma dúvida fale com um dos nossos especialistas no Atendimento Online, ligue para nossa Central de Atendimento no telefone 0800 570 0800 ou visite o Ponto de Atendimento mais próximo. Conte com o Sebrae!

Publicado em 22/05/2024 01:32

Tempo de leitura: 10min

Autores

Veja outros conteúdos sobre: Sustentabilidade
Lines
Central de Atendimento:
0800 570 0800

Copyright 2020 - SEBRAE MINAS

Logo Sebrae PlayLogo Sebrae