Sebrae Play | Análise vertical e horizontal: como interpretar sua gestão financeira

Adicionado ao carrinho


Investimento:
R$ 0,000 x R$ 0 sem juros
logo

Adicionado ao carrinho


Investimento:
R$ 0,000 x R$ 0 sem juros

Finanças

Artigo
Artigo

Análise vertical e horizontal: como interpretar sua gestão financeira

Saiba como funciona a análise vertical e horizontal e a como elaborá-la

Publicado em
04/09/2023 20:21

Tempo de
leitura: 6min

Sebrae Minas - Análise vertical e horizontal: como interpretar sua gestão financeira
Saiba como funciona a análise vertical e horizontal e a como elaborá-la

Analisar os valores levantados pelas ferramentas de controle financeiro é a etapa mais importante da gestão financeira. Afinal, de nada adiantaria registrar todos os dados e não usá-los para embasar decisões, estratégias e ações.

Por meio dos números do controle financeiro, empreendedores e empreendedoras podem encontrar grandes oportunidades e desafios no futuro do negócio.

Mas como fazer essa análise?

Pode ter certeza que essa é uma preocupação que aflige boa parte dos empreendedores.

Existem alguns tipos de análise que conseguem trazer uma boa visão do negócio e podem ser adotadas de forma bem simples. A análise vertical e a horizontal são duas formas de olhar para os números a fim de entender melhor sua situação financeira e agir sobre ela.

Caso não conheça nenhuma delas, não se preocupe. Vamos te contar agora como cada uma funciona.


 
 


 

O que é análise vertical e horizontal

As análises vertical e horizontal são duas formas de interpretar e entender as operações de uma empresa.

Por um lado, a análise vertical busca entender qual o percentual de cada setor da empresa em seus resultados. Já a a análise horizontal foca na evolução dos resultados da empresa ao longo do tempo.

Análise vertical: como funciona?

Vamos começar pela análise vertical.

Nela primeiro se escolhe o valor referência, ou seja, aquele que servirá de parâmetro para toda a análise.

O segundo passo é transformar os valores absolutos dos itens que serão analisados em valores percentuais. O objetivo é levantar o quanto cada valor representa do parâmetro. Isso vai mostrar a importância relativa de cada item.

Para que você entenda mais facilmente, vamos usar um exemplo. Uma empresa faturou R$ 58.000,00 no mês de outubro através da venda de três tipos de produto distintos, conforme tabela a seguir.


 
 


 

Para fazer a análise vertical do faturamento da empresa é importante definir o parâmetro e no caso será o total de vendas. A ele atribui-se o percentual de 100%.

O passo seguinte é calcular o quanto a representa a venda de cada produto em relação ao total. E a fórmula é simples:

(valor da venda do produto/faturamento total) x 100.



 
 


 

Com a análise vertical podemos dizer que em outubro de cada R$ 100,00 vendidos pela empresa R$ 25,00 foram através de vendas do produto 1. Em outubro de cada R$ 100,00 vendidos pela empresa R$ 35,00 foram através de vendas do produto 2. E em outubro de cada R$ 100,00 vendidos pela empresa R$ 40,00 foram através de vendas do produto 3. Dessa maneira não fica melhor o entendimento do desempenho de vendas da empresa em outubro? A análise mostra o grau de importância naquele mês da venda de cada um dos produtos. E mostra ao empreendedor onde ele precisa ficar mais atento.

Imagine essa análise sendo feita não somente com as vendas, mas em toda a operação da empresa. Compreender quais são as despesas mais importantes. Com elas é importante ter toda atenção, pois qualquer descuido pode significar um impacto significativo no resultado da empresa.

Através da análise vertical, também podemos acompanhar a evolução da empresa. Veja a venda da empresa que estamos utilizando como exemplo nos meses de outubro e novembro. Parecem ter sido dois meses bem semelhantes, pois o faturamento foi o mesmo.


 
 


 

Será que os meses foram tão iguais? Vamos fazer a análise vertical de cada um dos meses.


 
 


 

Com a análise vertical podemos dizer que em novembro de cada R$ 100,00 vendidos pela empresa R$ 21,00 foram através de vendas do produto 1. Em novembro de cada R$ 100,00 vendidos pela empresa R$ 35,00 foram através de vendas do produto 2. E em novembro de cada R$ 100,00 vendidos pela empresa R$ 44,00 foram através de vendas do produto 3. Os números trazem uma boa e uma má notícia. A boa notícia é o aumento da venda do produto 3 e a má notícia a queda da venda do produto 1. Mas é preciso dimensionar o aumento e também a queda. Isso pode ser feito com a análise horizontal.

Análise horizontal: como fazer

A análise horizontal, como você já leu aqui, permite comprar valores em períodos distintos.

Para chegar até ela, utilizaremos a seguinte fórmula:

Análise Horizontal =( (Valor Atual / Valor Base) – 1) x 100


 
 


 

Assim conseguimos observar que a venda do produto 1 caiu 16% de um mês para o outro. É um valor significativo e é importante que se busque a razão para essa queda. Assim a empresa poderá definir estratégias para recuperar suas vendas. Antes que seja tarde demais e não haja mais nada a ser feito!

Se ainda houver alguma dúvida fale com um dos nossos especialistas no Atendimento Online, ligue para nossa Central de Atendimento no telefone 0800 570 0800 ou visite o Ponto de Atendimento mais próximo. Conte com o Sebrae!

Publicado em 04/09/2023 20:21

Tempo de leitura: 6min

Autores

Veja outros conteúdos sobre: Finanças
Lines
Central de Atendimento:
0800 570 0800

Copyright 2020 - SEBRAE MINAS

Logo Sebrae PlayLogo Sebrae